Como fazer um jingle político?

Como fazer um jingle político?

Música que toca a emoção e o coração do eleitor e gruda como chilete na cabeça do eleitor e pode ser o caminho para a vitória.
O conceito de jingle se soma ao marketing e serve para caracterizar uma mensagem musicada, de curta duração e com um refrão simples e de fácil assimilação para o eleitor. Já para o marketing comercial, o uso dessa estratégia é muito explorado, principalmente, por setores comerciais e de serviços e outros seguimentos que utilizam a mídia televisiva ou radiofônica para transmitir e vender produtos ou serviços e até mesmo candidatos a um cargo eletivo.
Os jingles podem se encaixar em vários gêneros musicais e ideias diferentes, como axé, pop rock, samba enredo, sertanejo raiz, forró etc. Mas sempre o processo de criação e composição segue uma mesma lógica. O primeiro passo é estabelecer qual é o propósito da música ou do jingle político. O jingle pode ser de oposição ou situação.
Mais que contagiar, o jingle também tem que vender o candidato. O desafio é juntar em “15”, “30” ou “60” segundos o nome, o número e a principal característica e a qualidade do político. Geralmente, essas informações vêm no refrão, que se repete e ficam guardadas no consciente e subconsciente como uma ideia para o eleitor. Em campanhas mais curtas como na televisão, rádio ou até mesmo em carro de som, essa condição pode desempenhar um importante papel.
Para a produção de um jingle ou mesmo um jingle político, é necessário primeiro ser ter uma ampla ideia do que se quer produzir e produzir um briefing e colocar toda a ideia no papel após esta primeira etapa entrar em contato com um estúdio de gravação para que se possa dar início ao projeto. Não há uma ordem precisa ou ordem especifica para produzir um jingle pode ser primeiro pela letra e depois pelo arranjo instrumental ou vice versa , o jingle pode ser inédito ou paródia ou também um jingle já existente já produzido para um outro candidato em outras eleições o que com isto se tem um jingle com um melhor valor e já se conhecendo sua estrutura. Para isso, são empregados instrumentos como violão, guitarra, teclado, contrabaixo, acordeon, violino e instrumentos específicos que pedem o briefing ou a equipe do candidato.
O jingle precisa ter um propósito é como se contar uma história. Construir e narrar, por exemplo, feitos do candidato que já foram eleitos ou utilizar a própria história de vida real do candidato e assim destacar suas características e qualidades.Seguindo estas e outras formas e estratégias você estará no caminho certo para iniciar a produção do seu jingle seja ele comercial ou um jingle político; então mãos a obra.
Jingle de campanha política tem um poder imenso de grudar como chiclete na cabeça do eleitor, e anos e anos depois, todos se surpreende descobrindo que o eleitor ainda canta e se lembra da letra do jingle. E um excelente jingle político tem que ser produzido para este fim. Nessa lista a seguir, há alguns jingles de campanhas políticas marcantes da história do Brasil. Pessoas com mais vivencia se lembram deles veja alguns exemplos;

*Getúlio Vargas – 1950 “Retrato do Velho” virou uma marchinha muito cantada no carnaval de 1950, ano em que venceu as eleições. Tendo renunciado em 1945, Vargas voltou ao poder “nos braços do povo”.
Veja o vídeo jingle “Retrato do Velho

*Juscelino Kubitschek – 1955 Com a proposta de promover o desenvolvimento econômico do país e com o lema “50 anos em 5”, JK foi eleito. Ele se tornou o primeiro presidente civil desde Artur Bernardes a cumprir integralmente seu mandato entre 1956 e 1961. Com uma letra elaborada, o jingle fazia referência ao hino nacional no primeiro verso e celebrava a pessoa do Juscelino, “que além de patriota é nosso irmão”.      Veja o vídeo jingle “50 anos em 5

Como fazer um jingle político?
Como fazer um jingle político?
Como fazer um jingle político?
Como fazer um jingle político?
Como fazer um jingle político?